Total de visualizações de página

domingo, 15 de outubro de 2017







                   






 
                                                    Lição de Amor 

   Tenho uma imensurável admiração pelos professores, principalmente pelos que atuam neste país, onde além de terem que exercer com desenvoltura as premissas da atividade, necessitam driblar muitas situações decorrentes do comportamento difícil de tantos alunos, que resvalam na descompostura, por vezes agressiva e ofensiva, em sala de aula. Quem agride um educador deveria ser severamente punido, e dependendo do excesso, criminalizado!
   Em ser professor com louvor estão implícitos inúmeros talentos e virtudes,  entre as quais me chamam a atenção a paciência, a dedicação, a doação, o espírito de liderança e a capacidade de contornar questões potencialmente explosivas e\ou caóticas, em larga escala.
   A preocupação e o empenho deles, em qualificarem-se e aprimorarem-se, são incessantes, dado o caráter de serem  fontes do saber, ou de nos despertarem para tal.
   Por outro lado, alguém já parou para pensar sobre a responsabilidade que os nossos mestres têm sobre o que falam, informam e influenciam os seus ouvintes ?
   Os ensinamentos que recebemos são as sementes das nossas idéias para uma vida toda, pelo menos é assim que eu sinto com relação ao que os meus professores me transmitiram. E como me lembro de aulas que causaram impacto até hoje no meu modo de pensar !
   Tive professores que me inspiraram, me incentivaram, e que como lentes tornaram mais fácil a visão sobre tantos assuntos que pareciam confusos e indecifráveis.
   Alguns professores são tão incríveis que despertam a nossa paixão por determinados assuntos, os quais passam a ser o nosso foco de cultura e escolha profissional.
   Ainda há aqueles que nos induzem a pensar de tal forma, que amadurecemos a consciência de que aprender é algo inesgotável e dinâmico: parafraseando Sócrates, quanto mais eu sei, sei que nada sei!
   O bom professor nos convence de que somos melhores e mais inteligentes do que realmente somos, e assim, trabalhamos para isso ... até nos superarmos.
   Alguns ainda têm o carisma de serem ídolos, e\ou a bondade no coração de nos tratarem como filhos. Tenho doces lembranças de referências ternas como essas...que privilégio!!
   Ah, Mestres, como o senhor e a senhora deveriam ser invariavelmente tratados com deferências nobres ao extremo, no quesito respeito, carinho, remuneração, reconhecimento e tantas coisas que condizem ao valor e à grandeza que vocês representam junto aos pais, no Ensino e na Educação de toda uma Nação!!
   Essa é apenas mais uma carta como tantas outras por aí, contudo muito sincera, sobre o quanto eu prezo aqueles que lutam com coragem, seriedade e resignação, à favor da formação honesta de tantos aprendizes, que ainda podem se tornar as pessoas que de fato vão transformar esse país num lugar mais ético, mais abundante em cultura, mais rico em Educação. Assim eu espero!
   Dedico este singelo texto ao meu irmão e ao meu pai, ambos com o mesmo nome, que são professores brilhantes e dignos de serem tratados com pronomes máximos, pelo nível de cultura, erudição e capacidade de compartilhar generosamente conhecimentos raros e preciosos, de forma única e inestimável. Tenho orgulho de vocês!
   Parabéns aos mestres deste planeta e deste Brasil, pois os que exercem a profissão com retidão e seriedade, são exemplos de verdadeiras "Lições de Amor!" DEUS os proteja sempre!
   





          Minha modesta homenagem a vocês <3




Nenhum comentário:

Postar um comentário