Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015







Não é por acaso que o acaso acontece!

Sina, imprevisto, um capricho inteligente da vida ?Quem é que sabe ?
Mas é perceptível que os melhores acontecidos aparecem sem dia ou hora marcados.
Fatos frequentes do acaso: o incerto se acerta, o vazio se preenche, o dilema se resolve.
Até parece um futuro pressentido que se desenlaça,  bem como  uma inteligência onisciente que calcula tudo para que haja êxito, ou se feche um ciclo.



























Abrir-se para o acaso nos permite usufruir daquilo que se faz presente, com um tom de realização e prazer, até além das expectativas.
Atenta-se que o programado nem sempre nos brinda com emoções arrebatadoras ou chances de buscar o diferente, o incrível...
O acaso não carrega a resposta do imediato, mas inevitavelmente o tempo impõe a verdade, e assim explica o que até então era mistério. Vamos entendendo aos poucos.
Quiçá, propósitos direcionados, individualizados, como peças de um quebra-cabeças...
A disponibilidade para novas eventualidades, e ações acerca disso, abrem outras e bem vindas possibilidades de renovar e mudar situações prementes.
Fortuna: encomenda do subconsciente, segredo da atração, intenções da consciência universal, ou então... DEUS, foi você?
De repente, caminhos se cruzam, vidas se entrelaçam, acontecimentos acrescentam, desatam-se os nós e se desfazem as pendências.
Seria um daqueles momentos quando a felicidade pede licença para entrar na vida! Ou os revezes do "destino", que acontecem e reformulam positivamente a história presente e futura. Males que vem para o bem...
Sim, tanto os bons eventos como os problemas "surpresa", de certa forma conspiram para nos ajudar, desde que acreditemos no benefício disso e demos uma chance.
Não, não fique de braços cruzados!
É dono do seu destino aquele que abraça o acaso como oportunidade para trabalhar os seus desejos e realizar os seus anseios. 
Então novamente pergunto, DEUS, estás aqui ?
Espero que sim, planejando a nossa grande hora no "de repente"!

(TEGF)


domingo, 8 de fevereiro de 2015






















    Nasceu uma estrela

     SAUDADES, palavra linda que se encaixa em qualquer poesia, mas quando a sentimos na pele e na alma, ela fica tão comprida e demorada, fica tão sentida...
     Com ela está alguém que deixou uma fenda em nosso coração, e dependendo de quem, essa fenda não cicatriza, só se preenche (ou não)  pelo consolo das belas lembranças e momentos.
     Sim, existem pessoas insubstituíveis, imprescindíveis, e inexplicavelmente maravilhosas, cuja presença e momentos compartilhados são dádivas do céu, e dos quais nunca deveríamos ser privados. 
     Quando elas se vão, o tempo fica imóvel para se tentar receber o inaceitável. Só que a vida continua, mais sisuda e com menos graça, como se o mundo tivesse encolhido.
     Foi isso que aconteceu quando o nosso Márcio foi embora.



     Bem, o caminho é feito de glórias, conquistas, de alegria, tristezas e... de realidades absurdas, incoerentes. Mas não há como fugir e nem palavras de conforto que mudem a verdade. 
     A fé é um bom recurso, e talvez o único que suaviza a dor para uma mãe, um pai, um irmão. 
     Acho que a fé dá luz às trevas, alivia o sofrimento, consola o coração quebrantado.

*Para tudo há uma ocasião certa;
há um tempo certo para cada propósito
debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer,
tempo de plantar
e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar,
tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir,
tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras
e tempo de ajuntá-las,
tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir,
tempo de guardar
e tempo de jogar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar,
tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar,
tempo de lutar e tempo de viver em paz. 
Eclesiastes 3:1-8


     Mãe Tere, não sei o que dizer, tenho até medo de dizer, mas estamos aí...
     Eu, sinceramente, não tenho a pretensão de afirmar o que DEUS quer ou pensa diante de certas coisas, mas vamos acreditar NELE, na promesssa do Evangelho, na consciência do universo...
    
Este é o meu consolo no meu sofrimento:
A tua promessa dá-me vida. 

Salmos 119:50

    Faz sete meses que esse grande homem com o coração de menino, com alma de anjo, esculpido cuidadosamente por DEUS em todos os detalhes, passou para outro estágio, caso seja assim que aconteça. Um "estágio" de avanço espiritual, que talvez os comuns demorassem algumas vidas para atingir, mas que ele levou uma breve juventude para se transformar num pequeno mahatma .
     Não digo isso por ele ser do mesmo sangue, ou por ele ter passado por uma luta difícil pela saúde, ou em caráter de apenas mais uma homenagem pro forma. Digo isso, porque ele, de verdade, sempre alumiou o espaço de convivência que ocupava, e nos acariciava com a sua delicadeza existencial, tal qual um bálsamo.
     Tudo nele era especial :o sorriso, o olhar, as atitudes, as palavras, a bondade, a retidão, a inteligência, o profissionalismo, enfim, talentos variados que o tornavam uma exceção.
     Notadamente, DEUS leva esses primeiro.
     Existe uma legião de pessoas , que não me deixa mentir, e que testemunhou a vida exemplar e abençoada desse menino lindo, que sempre será celebrado e festejado no coração de muitos.
     Marcinho, uma luz incessante entre nós, e agora irradiada nas estrelas, no sol, no arco-íris, na lua, em nossos corações e pensamentos, o tempo todo!
     Hoje ele vive de forma indestrutível e inacabável,  como um guerreiro de DEUS, como um anjo que nos protege e nos abençoa!

     Meigo, modesto  

     Amável, amigo 
     Racional, risonho 
     Cândido, caridoso
     Incansável, inteligente
     Organizado, ofuscante
    
     Em nome de todos, um OBRIGADA ao nosso herói!! (TEGF)