Total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de junho de 2014





AUSÊNCIA 
    
Eu aqui, você lá...
Quanta falta da presença
que essa ausência me faz.
"O não estar" me faz lembrar, e 
amar ainda mais, o momento compartilhado,
dividido e multiplicado.
Caricias que a pele vestiu,
 amor que do corpo fluiu.
Chama que a alma acendeu
e permaneceu num incêndio sem fim.
Ausência que faz a presença saudosa,
vultosa, preciosa...religião em mim.
Lembro dos olhos teus, transparentes
no desejo veemente de encontrar os meus.
A tua face na minha, roçando delicada,
até o encontro dos lábios afoitos.
E assim, entre nós, um espaço
inexistente...unoúnicos.
Ir e vir, ciclo que faz da ausência uma presença viva, amada, desejada, ainda que as chegadas se encontrem nas despedidas.
Onde estiveres, DEUS te abençoe, e a nós também.


                                            
                                                
                                     (T)

         
                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário