Total de visualizações de página

domingo, 26 de janeiro de 2014


 




        Uma bela flor num jardim de carícias



Beijo, de quantas coisas é feito?
Palavras, sentimentos, pensamentos, emoções, calor, desejo, osculum... tantos elementos que aqui não cabem.
Pode nada custar, mas rende o desejo saciado, a paixão correspondida, o carinho demonstrado.
Beijar muito satisfaz, e com abraço transborda.
Beijo, prelúdio de pouco ou de muito.
Doce, manso, louco, roubado, perdido, sonhado.
Na mãe, no filho, no amigo, no amor.



















Na boca, na face e onde mais possa abençoar.
Sim, o beijo é uma graça, um presente.
De todos os jeitos, pedido ou doado.
Com tantos efeitos, atiça a cobiça de algo mais.
Beijar, corpo e alma, sacramenta o bem querer.
Três beijos no filho, dois beijos no amigo, um beijo no amor
...esse bem demorado, beijo a dois, exclusivo e concentrado.Por vezes milhões. 
Beijo, linguagem completa e universal. 
No casal, poesia entre duas bocas.
Mata o desejo que todos querem desejar.
E conta muita coisa que não quer se calar.
Por aqui eu fico, e um beijo vos deixo e dedico.
(TEGF)







Nenhum comentário:

Postar um comentário